• idealineweb

Descubra qual é o impacto do Metaverso na sua vida

O Metaverso é um universo virtual com representação digital de pessoas e itens que integra a realidade com o mundo digital. Em outubro de 2021 Mark Zuckerberg anunciou o novo nome da sua empresa: Meta, desde então Meta e Microsoft estão empenhadas em desenvolver o Metaverso. O volume de investimento que essas companhias estão aportando demonstra que praticamente não teremos como fugir do Metaverso. E neste post você vai descobrir o impacto do Metaverso na sua vida!

Segundo levantamento da Bloomberg Intelligence, a previsão é que essa tecnologia movimente cerca de US$ 800 bilhões até 2024, o que a coloca como uma das principais tendências para os próximos anos.


O que é Metaverso?



O Metaverso é um conceito que remete a uma realidade paralela que ocorre em um universo virtual. Nele, você terá um avatar digital personalizado e poderá efetuar diversas atividades, como comprar em lojas, ir a shows e interagir com outras pessoas. Tudo baseado na ideia de realidade virtual.

Objetivamente, o Metaverso é um ambiente digital no qual é possível alcançar níveis de imersão e interação muito mais elevados do que o que temos atualmente. Na prática, o conceito de universo virtual já faz parte das nossas vidas, principalmente nos jogos de videogame. Nesse contexto, o Metaverso chega para expandir e monetizar essa experiência.


Leia também: Conheça 5 edifícios inteligentes ao redor do mundo e descubra como transformar o seu em um


Como funciona o Metaverso?


Para construção do Metaverso são aplicadas tecnologias já conhecidas como realidade aumentada e virtual, hologramas, criptomoedas e redes sociais virtuais, e com a ajuda de internet com velocidade e boa conexão ― o que devemos ter principalmente após a chegada do 5G no Brasil. Com um par de óculos de realidade virtual você conseguirá existir em um ambiente digital com uma ampla liberdade de movimentos, escolhas e interações.


Ainda, o Metaverso, que está baseado na internet 3.0, a terceira geração da internet, também conhecida como internet Semântica. Nela haverá uso de tecnologias mais novas, como machine learning, inteligência artificial e blockchain. Isso deve prover um serviço mais “inteligente” de uso dos dados. E, espera-se, de privacidade.


A ideia do Metaverso é criar espaços virtuais com cenários próximos à realidade com a proposta de simular situações que vivemos no dia a dia de maneira bem realista. Mas, enquanto universo virtual, o Metaverso quebra as barreiras físicas de distanciamento, permitindo a interação de pessoas mesmo que elas estejam separadas geograficamente, o que possibilita o desenvolvimento de uma série de atividades.


Acredita-se que o Metaverso será a nova forma de se comunicar online, substituindo o modelo atual baseado na escrita, em plataformas de chat e em vídeo-conferências. Prova disso é que existem planos de integrar as outras soluções da Meta, como o WhatsApp, no Metaverso. Para Zuckerberg, não faz sentido alguém estar em seu Metaverso e precisar sair para responder a uma mensagem do app. Deve existir a possibilidade de fazer tudo em um único ambiente.


Leia também: Como a tecnologia pode ajudar você a ter mais qualidade de vida no trabalho


Como surgiu o Metaverso?


Apesar de ter viralizado recentemente, o termo Metaverso é antigo, sendo uma combinação do prefixo meta – que significa além – e verso, que se relaciona com o universo. Essa palavra apareceu pela primeira vez no livro de ficção científica de 1992, Snow Crash, do escritor Neal Stephenson. Em sua história, as pessoas usaram de realidade virtual (VR) para interagir dentro de um mundo de tecnologia semelhante a um jogo.


Em 2011, o escritor Ernest Cline também tratou do tema em seu romance futurista “Ready Player One” (Jogador Número 1 no Brasil)”, que em 2018 ganhou as telas do cinema pelas mãos de Steven Spielberg. Na obra, os personagens vivem em um mundo distópico e, para fugir da realidade, costumam passar horas e horas no OASIS, um simulador virtual que dá a eles a possibilidade de serem o que bem entenderem.


Quais serão os impactos do Metaverso?


O Metaverso tem potencial de mudar vários aspectos da experiência humana, especialmente aqueles que dependem de interação e acesso à informação.


Trabalho: A pandemia contribuiu para acelerarmos nossas relações virtuais, e as redes sociais foram o treinamento inicial para o Metaverso. No âmbito organizacional, com o advento do Metaverso, ganharemos uma potente ferramenta que pode em um mesmo ambiente usar vários elementos e acessórios para criar experiências diferenciadas para os usuários.

Além de facilitar a educação organizacional, viabilizando a realização de cursos, treinamentos, etc, de forma virtual com uma participação efetiva de todos, o Metaverso possibilitará a conexão de qualquer canto do mundo nesse universo virtual.

Bill Gates, proprietário da Microsoft e um dos grandes investidores no Metaverso já fez a previsão: o futuro será construído no Metaverso. Para o bilionário, em menos de três anos, todas as reuniões de trabalho acontecerão neste tipo de ambiente digital.


Conteúdo: Outra grande aplicação a um multiverso é a produção de conteúdo. Grandes produtoras enxergam um alto potencial nesse novo formato de plataforma de interação.

Estúdios de produção cinematográfica como Disney e conteúdos streaming como Netflix já estão fazendo experiências com imersão 3D. Estúdios de músicas e canais de TV seguem a mesma tendência.


Música: cantores e DJs já estão realizando eventos em ambientes digitais, e recebendo por isso. Exemplo disso foi quando 12 milhões de pessoas se juntaram em tempo real para o lançamento de um hit do rapper Travis Scott. A ideia de juntar muitos fãs em tempo real em um show virtual faz todo sentido no Metaverso.


Publicidade: proprietários de imóveis construirão outdoors e passarão a vender esses espaços para jogadores que querem fazer algum tipo de anúncio.


Financeiro: nossa experiência de comércio poderá ser toda transportada para um ambiente virtual: você seleciona em um supermercado digitalizado e a encomenda é enviada ao seu endereço no mundo real. Até mesmo o comércio de itens exclusivamente digitais também será intenso.


Arte: artistas virtuais também comercializam suas obras de arte registradas em NFTs nesses ambientes digitais. Casas físicas de renome, como Sotheby’s, se renderão a esse tipo de negócio.


Leia também: Reconhecimento facial: Tudo que você precisa saber


A cada dia o Metaverso deixa mais de ser um conceito para se tornar uma realidade, ainda que virtual. Será inevitável, o Metaverso afetará todas as áreas de comunicação humana e este será o maior impacto da ferramenta em nossas vidas. Então, que tal compartilhar este artigo para que todos entendam do que se trata esse universo virtual tão falado? Até a próxima!


5 visualizações0 comentário